sábado, 19 de fevereiro de 2011

Vontades...


Tem dias que dá vontade de não derreter o queijo e que torcemos para que chova. Tem dias que sentimos prazer por odiar e sentimos raiva por amar. Tem dias que corremos os olhos pelas palavras sem que elas entrem em nossa cabeça. Tem dias em que não ligamos para escrever com letras maiúsculas ou gramaticalmente correto. Tem dias em que dá vontade de sair sem pentear o cabelo. Tem dias que dá vontade de fugir para algum lugar, nem que seja para dentro de nós mesmos. Tem dias que dá vontade de desligar o despertador, só para não acordar. Tem dias que temos vontade de fazer o tempo parar, e só continuar quando achamos que estamos preparados para continuar. Tem dias que dá vontade de dormir só para esquecer o que atormenta a nossa cabeça.
E tem dias que dá vontade de fazer uma loucura, só para podermos chamar a nós mesmos de loucos. Porque talvez eles sejam mais felizes, alienados de um mundo que chamamos de normal. Mas de nada adianta fazer uma loucura consciente, tem que deixar o coração nocautear a cabeça e ficar no comando, nem que seja por alguns instantes, para ter coragem de fazer o que em sã consciência não faríamos. Nem que seja para nos arrependermos e podermos finalmente acreditar que somos ao menos um pouco loucos.
Entretanto, o conceito de louco pode ser muito vasto... Um músico pode achar um executivo que trabalha dia e noite louco, tudo depende do ponto de vista. Tranquilidade e agitação são dois lados de uma mesma moeda, e cabe a cada um discernir o que é louco ou normal para se escolher como modo de vida. Tudo depende de tudo.
Eu, por exemplo. Em busca da perfeição na vida (meio sem sucesso), posso ser considerada normal ou louca, depende de quem avalia. Mas me considero louca, nem que seja por escrever textos de que eu me orgulhe e outros, sem coerência (como este, talvez). Tudo num vai-e-vem sem começo nem fim. Porque tem dias que dá vontade de escrever só o que vem à cabeça. Com algumas sugestões do coração, claro.

8 comentários:

  1. Nossa, tem dias que é complicado mesmo. Sabe, já acordo com vontade de ficar na cama. Aí acaba o meu dia. Belo post.

    http://janioquadrosnoticias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. é realidade...


    http://www.diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com/
    sigo quem me segue e retribuo comentários

    ResponderExcluir
  3. É verdade.

    http://encantar-me.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi linda tudo bem??.... Vim fazer uma visita no seu blog. Realmente, vc tem toda razao, tem dias que nossos sentimentos sao completamentes diferentes queremos tudo ao contrario, e as vezes a raiva é muito evidente.
    Mas sao sentimentos que nao podem passar batidos, temos que sentir e com ele, provocar mudanças necessarias na nossa vida nao é?
    Não te vejo como louca, mas também nao te vejo como normal, te vejo como uma garota guerreira que busca conhecer seus sentimentos e como encaixar eles no mundo... e isso é raro hj em dia!
    Parabens pelo seu blog linda, sempre venho dar uma olhadinha!!
    Sucesso cada vez mais para vc!!

    bjos

    Jackie Toreador do Altitude blog

    ResponderExcluir
  5. Olha, e tem dias que de noite é assim!!!
    Um super e grande abraço pra você. Delicioso de ler esse texto que você postou.

    ResponderExcluir
  6. Pura verdade! Acho que todos nós precisamos um pouco desta fuga, nem que seja por um dia.

    Beijos, minha flor.
    Amei mais este texto!

    Te espero lá no blog, tem post novo ;)

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Tem dias em que só eu pra entender eu mesma, essa parte é uma grande verdade "e sentimos raiva por amar"... eu queria ME amar um pouco mais...

    =/

    ResponderExcluir
  8. Minha flor,
    Tem post novo lá no blog.

    Te espero ;)

    Beijos!!!!

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir